QAI – Qualidade do Ar do Ambiente Interior (IAQ – Indoor Air Quality)

Por que fazer esse curso?

A qualidade do ar no ambiente de trabalho e seus efeitos sobre a saúde do Homem tem sido objeto de muita pesquisa no mundo todo. O ser humano respira cerca de 12 m³ de ar por dia e inala não só oxigênio, mas também diversos contaminantes que adentram seu pulmão e daí se espalham e depositam nos orgãos do corpo. Somente nos Estados Unidos se estima mais de US$ 40 bilhões anuais de gastos com perda de produtividade e no tratamento das doenças. A causa é a presença de agentes químicos, biológicos e particulados que são trazidos ou penetram no ambiente e ali ficam circulando. Cuidar da qualidade do ar do ambiente interno diminui a ocorrência de muitas doenças crônicas, absenteísmo e afastamentos do trabalho.

Quem deve participar e por que?

Profissionais de Facility e Property Management, Manutenção e Operação Predial e Industrial, ARH, HSE, SHE, SESMET, Compras, Serviços Compartilhados e Fornecedores de Serviços são o público adequado. Não é necessário nenhum conhecimento prévio dos participantes, mas se recomenda que tenham, pelo menos, o nível de 2º grau.
O curso tem por objetivo fornecer aos profissionais mencionados uma visão, do início ao fim, dos aspectos relacionados à qualidade do ar em ambientes interiores (IAQ-Indoor Air Quality), tendo como finalidade principal a habilitação dos mesmos, não apenas para realizar a gestão de sua equipe de colaboradores, como também para discutir tecnicamente com a cadeia de fornecedores de equipamentos e de serviços, durante atividades de especificação e compra de equipamentos, contratação de serviços de manutenção, operação, projetos, revisão de contratos, entre outras.

Programa do curso

  • Importância da qualidade do ar para o ser humano
  • Ocorrências históricas relevantes
  • Importância da qualidade do ar interior (QAI/IAQ)
  • Concentração de Poluentes no Edifício
  • Fontes Associadas à Poluição Interior
  • Principais Poluentes do Ar
  • Poluentes do Ar – Contaminante Químicos, Biológicos e Material Particulado
  • Doenças associadas à poluição do Ambiente Interior
  • Poluição do Ar – Parâmetros de Controle
  • Tipos de distribuição de ar (Mixed Air, DV, UFAD)
  • Sistemas VAV, VAC
  • Componentes dos sistemas de distribuição de ar
  • Execução do TAB (Teste, Ajuste e Balanceamento) do sistema de distribuição de ar
  • Filtros Passivos- Comparação entre diferentes Normas
  • Filtros HEPA (High Efficiency Particulate Arrestance)
  • Filtros ULPA (Ultra Low Penetration Air)
  • Filtros MERV (Minimum Efficiency Reporting Value) – ANSI/ASHRAE 52.1
  • Correlação entre filtros MERV e Normas EM e ABNT NBR
  • Aplicações de Filtros Passivos em Sistemas de Ar Condicionado – NBR 16401-3
  • Filtros Passivos x Qualidade do Ar Interior Desejada – Norma EN 13779:2007
  • Filtros Passivos Comuns x Perda de Carga
  • Filtros Ativos – Precipitador Eletrostático
  • Lâmpadas UV (Ultra Violeta)
  • Foto-Catálise (Oxidação Foto-Catalítica)
  • Portaria nº 3.523: 28/8/1998 (MS – Ministério da Saúde)
  • Resolução RE nº 176: 24/10/2000 – ANVISA
  • ANVISA Resolução nº 9: 16/01/2003
  • Revisão da RE 176: 24/10/2000 – ANVISA
  • Resolução RE nº 9: 16/01/2003 – ANVISA
  • NBR 16401-3 – Instalações de ar condicionado – Sistemas centrais e unitários – Qualidade do Ar Interior
  • NBR 15848 – Sistemas de ar condicionado e ventilação – Procedimentos e requisitos relativos às atividades de construção, reformas, operação e manutenção das instalações que afetam a qualidade do ar interior (QAI)
  • NBR 14679 – Sistemas de condicionamento de ar e ventilação – Execução de serviços de higienização
  • Estrutura para certificação LEED
  • Qualidade do Ar Interno Durante Construção e Pré-Ocupação – LEED IEQ 3.1 e 3.2 – 2009
  • Plano de Gestão da Qualidade do Ar Interno Durante Construção e Reformas – LEED IEQ 3.1 – 2009
  • Gestão da Qualidade do Ar Interno Pré-Ocupação – LEED IEQ 3.2 (Flush-Out/Air Testing)
Pretendo Fazer

Registre seu interesse através do formulário abaixo:

X